Logotipo da Prefeitura Municipal de Campinas
 

Notícias

Campinas desenvolverá Biodiesel


25/08/2009 - 11:59




O prefeito Hélio de Oliveira Santos participou nesta quinta-feira, dia 25 de junho, da inauguração da planta de demonstração de produtos renováveis da empresa Amyris Brasil, no Techno Park Campinas. A governadora do Rio Grande do Sul Yeda Crusius e o presidente da empresa John Melo, além de representantes dos governos federal, estadual e municipal, empresários, cientistas e de outros segmentos da sociedade também participaram do evento.

A Amyris Brasil desenvolve tecnologia inédita na produção de diesel, combustível de aviação e produtos químicos, a partir da utilização do caldo-de-cana. A previsão é de que em 2011, pelo menos 130 milhões de litros deste tipo de biodiesel seja lançado no mercado brasileiro.

A produção do biodiesel será viabilizada no país por meio de parceria da Amyris com as usinas de produção de açúcar e álcool, com o apoio efetivo do setor público. Elas deverão ocupar de destaque na produção de energia renovável.

O prefeito Hélio de Oliveira Santos destacou que Campinas se orgulha por sediar um centro de tecnologia tão importante para o desenvolvimento do país e do mundo. "Com esse trabalho inédito desenvolvido pela Amyris acreditamos que é possível fazer a revolução de igualdade e justiça social de maneira pacífica", ressaltou.

A governadora Yeda Crusius afirmou que o Brasil tem um papel relevante na construção da paz mundial pelo povo dedicado, solidário e receptível que tem, terra, plantio agrícola e tecnologia que desenvolve em parceria com outros países. "Temos certeza que o futuro será promissor e bem mais justo com as medidas de inclusão social que vem empregando", comentou.

A governadora agradeceu ao Congresso Nacional e, em especial ao Dr. Hélio quando era parlamentar, pela inclusão do Estado do Rio Grande do Sul na expansão da cultura de cana-de-açúcar.

Doação

A Amyris Brasil é uma subsidiária da Amyris Biotechologies Inc, que tem sua sede na Califórnia, nos Estados Unidos. A matriz surgiu em 2003 a partir de uma plataforma tecnológica desenvolvida para a produção de um medicamento contra a malária, a artemisina. Em 2004, segundo o presidente da empresa John Melo, uma doação da Bill and Melinda Gates Foundation, através do Institute for One World Health, foi muito importante para a pesquisa contra malária. E em 2008 que a tecnologia foi transferia para Sanofi-Aventis com melhores resultados que inicialmente previstos.

Em 2006, a Amyris passou a utilizar a plataforma tecnológica do projeto da artemisina para o desenvolvimento de biocombustível. Hoje, ela é líder no desenvolvimento e comercialização de combustíveis e produtos químicos renováveis da cana-de-açúcar. Com essa plataforma de fermentação e tecnologia, será possível que as usinas de cana-de-açúcar se tornem "biorrefinarias" com poucas adaptações, usando a infra-estrutura de produção e distribuição existente.

A empresa combina ciência de ponta com um modelo comercial abrangente, levando os produtos da porta da fábrica aos clientes. Na unidade da Amyris, instalada no Techno Park de Campinas em 2008, funcionam os laboratórios e uma planta piloto, cuja demonstração ocorreu nesta quinta-feira (25/06).

Em Campinas

A sede da Amyris Brasil em Campinas conta com 40 funcionários, sendo que 30% deles é de doutores ou mestres em fermentação, bioquímica, etc. O laboratório foi aberto na cidade em julho de 2008.


Crédito: